segunda-feira, dezembro 04, 2006

O virgem roxa

Agulhas espetam-se nas veias
da mão. Um canário
no banho revolve
os lençóis das tetralogias. O dedo
aponta para os sumos.
Devolve o jarro
às flores, respira
a colher da chávena.
Os fósforos acenam
cigarros nos escritórios.
Um curso escolar
devora vómitos
e alucinações.
Em 87 cães entre gatos
um lembra um caderno
de civilização, um livro.
Uma pasta de rebuçados
custa 500 paus, as montras
doem nos espelhos
das pensões. As pontas
enchem casacos negros
de bolsas e malas.
O balcão aborrece
as bicas e desatina
os salários.
Um sono acorda dentro
duma pedra. O lago dói
numa sapiência binária.
São cinco minutos com
preenchimento, sem número
ou cotação. Na padaria
engolem-se carros e
estradas de açúcar.
As bebedeiras despertam
optimismos através
de rebuçados de mentol.
Os índios trabalham
nas pontes, nos subterrâneos,
nos prédios da minimização.
Batemos nos cafés, os bolos
pedem esquecimento e unhas
roídas. Enchemos as deixas de
vãs palavras. O frio
destrói-nos os casacos.
Um leopardo abre as mãos
de vilipendiados desejos. Dirás
que é o fim dos tempos,
o começo dos dilúvios
e a morte dos gafanhotos.
Um esquilo comerá
ressacas de guarda-chuva,
a referência extinguiu-se
saturada por si própria.
Um isqueiro é sempre novo
quando as chamas desligam
tectos da madrugada. Os
anos passados embebedam-se
de herméticas lições. Apagam-se
os cigarros dentro do filme
de última sessão. Já não
se pode acreditar em nada,
os gatos crescem pelas
pirâmides.
Tétricas portas resolvidas
não resolvem
o mistério. Os conhecimentos
são disparados chumbos
da frustração,
do milho apreendido. Ser
uma cã desesperança,
um texto que decorre entre
os pelos do testamento.
Apreciar desimpedimentos,
pastagens de lua tramada.
Sê voraz, colesterol,
armado de dias e pastas
dentífricas. Esquece
o odor queimado
das torradas, o galão
a doer-te na palavra.
Agarra esses neurónios,
essa consciência
de doidice, essa sabedoria
descontrolada. Porque
te rói o sentimento,
te provoca o desafio,
a humildade. Olha aí
o cansaço, a criança-porno
acordada em borga-
-borga de gargalo
e vermelho assalto.
A noite toda. Uma
prova na noite
amanhã. Começar
e sonhar com um grupo,
um conto de horas
blindadas pelo século.
Hoje vingarão os cabelos
frisados, nem sabes se
morreste ou as cores
se intensificaram. Enlouquecer
é pensar são dentro
da doença.
O tédio esquece os dentes
e o martelo rebola
na infância. Dirás
não-sei-o-quê, o teu nome,
um olhar de cigarro aceso.
Olham para ti,
esquecem os tempos,
esta moral social
que se evola no odor
de bacalhau assado.
Sou roto na distância
e falo sempre a sério,
dói o coração na espera
das cinco. És maluco
e falas sempre a sério.
Tu
aparecerás nas sílabas
mortalhadas
dum circo de rua, duma
séria
fantochada de luvas esquecidas.
É essa lógica que escreve,
essa órquidea agarrada à ideia
como uma lapa,
um revólver de
comboio.
Assim será. – Sorriem no teu corpo
- boca, parede cinzenta.
Aí estás.
E tudo mais, Mário,
e tudo mais.

15 Comments:

Anonymous blues said...

caro
esqueci-me de como se escreve
os meus sentimentos
blues

1:13 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

caríssima

significa tal
um anseio de autenticidade
na expressão
(tenho em crer)
e no sentir
e no viver
e no pensar

um esquecimento que é
sintoma de lembrança profunda

que aqui estejas em
casa
(tenho em querer)

podes dizer o que te dá
na bolha
estou (sic) aqui e
no profile-mail

abraço grande, blues

10:22 da manhã  
Blogger Daniel said...

boas Victor, passei por aqui para ver as tuas novidades...
Espero que não tenhas ficado de alguma forma chateado com a nossa "discussão" no meu blog...

9:30 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Alô, Daniel... mas de modo nenhum. A frontalidade pode fazer chispar os diálogos, mas põe-nos a entrever coisas que não suspeitaríamos se não fossemos confrontados... Nomeadamente, o facto do outro ser... outro ;) Um abraço, e bom fim de semana alargado.

10:27 da manhã  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Gostei... de vez em quando Deus tamb+em inspira! :)=

P. S. Viste o último «Prós e Contras»?

P. P. S. Vai aqui: http://murcon.blogspot.com/ , a malta do SIM precisa de adversários à altura! :)=

Abraço!
E vê lá se pões o Goldmundo a fazer penitência! JAJAJAJA!!!

1:04 da manhã  
Blogger caminante said...

Gracias, Víctor, por tu visita.
Un fortísimo abrazo.

8:50 da manhã  
Blogger Klatuu o embuçado said...

LET'S PSYCHO!!

Psycho Charger, «Operation Psycho»,
Shot live at the «Las Vegas Rockaround»:
http://www.psychocharger.com/OpPsycho_Vid_FINAL.mov

1:19 da manhã  
Blogger Vítor Mácula said...

Ora, ora, caro klatuu, o maister Gold não precisa de mim para tomadas de consciência… a não ser porventura no sentido em que todos precisamos, e que tal nos vem tantas vezes aos trambolhões de lugares inesperados ;)

O Prós e contras, não, não vi… Estou sem televisão já há uns meses, e admito que não estou a mover grandes esforços para resolver o assunto. Foi sobre o tio Mário ?... Bolas, não sei bem porquê, mas espero que não… Às vezes parece que alguns estão à espera da morte do poeta para encher os seus ecos de cacofonia… Se foi sobre o aborto, só espero que lá tenham estado a Agustina e o Rui Reininho (curioso, agora reparo, gente do norte, carago ;)… Eu vou dar um pulo até esses murcons (outra vez uma expressão do norte, eh lá, logo hoje que voltei de Coimbra, ai a brincadeira…) do Sim… Mas sei lá se comentarei… Até porque eu, relativamente ao referendo, não me parece muito líquido o sentido da votação… e já me chega a minha esquizo-participação noutro lugar acerca de tal ;) ;) Só uma minoria minoríssima (e nem sei se a há) é pró-aborto, como é evidente… A legislação não trata de validar moralmente o acto, mas de o regular… Se a lei civil fosse ética, íamos todos presos, carago ! E isto é um tema complicado demais para começar o dia… porque é evidente que há uma relação entre ética e lei civil…

Parece-me talvez melhor para iniciar o dia, psychodescarregar essa em Las Vegas… « I was thinking in going to Vegas, shoot around a bit »… ;)

Abraço.

10:55 da manhã  
Blogger Vítor Mácula said...

Olá, Caminhante, abracíssimo ;)

10:55 da manhã  
Blogger Vítor Mácula said...

Ok, já fui informado acerca do "Prós e contras" por esse serviço público do "Crónicas da peste"... ;)

12:54 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado said...

JAJAJAJA!!! vê lá não te mistures a fanáticos, venham de onde vierem... costumam - todos - andar com fetos no bolso.

4:23 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Podes crer... com fetos de outros, e de si próprios! ;) Abraço

10:37 da manhã  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Exacto.

6:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

é no fumar a vida
ke o coitado ta sempre tao deprimido
pobre A.C.

8:24 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

1:59 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home