segunda-feira, janeiro 22, 2007

Agrapha 2

E no entanto, no horror e no degredo, na tortura e no desprezo, ele sorria, chorando e gemendo também, mas sorria, e era como se aquilo dissesse – este sorriso, é o maior segredo da existência, a verdade máxima da vida, o seu sentido primeiro e último.

5 Comments:

Blogger Caio Kaiel said...

Olá Amigo... estive muito tempo sem ler seu blog, pouco tempo na internet. Mas estou novamente aqui... irei ler com calma o que escreveste.
Quanto a este post - vc não sabe como eu gosto deste tipo de linguagem poética, bastante introspectiva.

Deus te abençoe!

7:10 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Alô, pescador... também tenho andando pouco nético ;) Ou menos do que noutras fases... até porque requer-se tanto silêncio para a escuta... e tanto mais para o dizer...

Abraço de além-mar.

PS: ei, como não sei?... bastam algumas visitas à tua net-casa para saber-se que a introspecção poética habita lá ;)

11:48 da manhã  
Blogger /me said...

:)
Sempre achei que não há como um sorriso. :)

12:59 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Bolas, /me, isto nem... vê lá que estou a cozinhar um texto lá para o Razões em que associo como revelação dos direitos humanos na sua universalidade, o acto de sorrir (acolhimento e partilha.

E quanto a isso, podes crer mesmo :):)

1:17 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

2:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home