terça-feira, março 14, 2006

Net-eco

Nota: Dada a liberdade mutuamente outorgada, fez-se uma montagem selectiva dum comentário ao post anterior, enviado por mail por um net-amigo. Dêem-lhes um deserto, aos corações ansiosos, que eles o regarão com água e sangue, na antevisão de inúmeros rostos vivos…

1. Estar perdido. É próprio das crianças, e por isso agarram-se, com força, às mãos dos seus pais e gritam por socorro. Deus é o centro. Apelemos a Ele em socorro, abandonando-nos como se abandonam as crianças. E retomaremos o centro. Não estaremos perdidos.
2. Algo lá fora, um pequeno olhar que começa… A mim, agrada-me a expressão “olhar com o coração, pensar com o coração…” “ (…) o conhecimento do coração é um conhecer muito elevado e simultaneamente de notória profundidade pessoal. O seu desvelamento tem uma relação íntima com o olhar. O olhar é a modulação pessoal do ver; é esta a razão pela qual o olhar é sempre pessoal, e condição de conhecimento. No olhar comparece a pessoa. (…) O olhar pode ser amoroso, terno, sincero, confiado, compassivo, misericordioso. Pode ser alegre, limpo, simples, inocente, acolhedor, envolvente, quente, estimulante… mas também pode ser frio, que fere, acusador, de censor, recriminador. Pode ser de ódio, de raiva, de desprezo. Distante, gélido, paralizador, intimidador. (…) O nosso olhar, será sempre uma manifestação da nossa instalação pessoal, na vida e perante a vida. (…) o olhar manifesta a densidade pessoal de cada um, segundo a sua própria e livre determinação. Deitemos hoje um olhar ao nosso olhar, e reflictamos.” (G. González).
3. Da minha vida, e é o único problema… A vida vamo-la fazendo com nossos erros e nossos acertos. O que importa é que assumamos tudo responsavelmente. Eu acerto, eu engano-me. Assumir a nossa própria estória escrita sob o olhar de um Deus que nos ama, nos sorri, nos acolhe e nos espera… Deus conduz tudo ao bem dos que ama. Uma pintura, para existir, terá de ter luzes e sombras, contrastes.
4. Há talvez outro inferno… O inferno é a absoluta desesperança. “Abandonai toda a esperança, vós que aqui entrais” diz-nos Dante na “Divina Comédia”. Ali, no inferno, não há esperança. Apenas náusea, vazio, solidão, desespero. A solidão do próprio com o seu próprio fracasso vital. Algo terrível. A melancolia dum domingo à tarde que nunca ocorreu. Certo. Não há nem olhar carinhoso de alguém na nossa infância, nem uma possível manhã que transforme o hoje. Deus corre o risco da nossa liberdade porque nos ama muito. Tremendo mistério: amor e liberdade.
5. Santo Inácio, a caminho de Roma onde ia sofrer o martírio, suplica aos cristãos que não intercedam por ele. “Quando chegar ao céu, serei um homem completo.” Lá, seremos o que realmente somos. Deus desdobrará a plenitude de todas as nossas potências. Deixemo-nos embeber pelo sangue de Deus para chegar à casa paterna. Porém, o céu começa aqui na terra, no coração de cada um… “Eu quero ser bom, mas esqueço-me”, dizia-me alguém de muito tenrinha idade.
6. Buscar o sentido das coisas… Só em Deus o encontramos. E só Ele lê em plenitude o que vai no coração. E sabe os secretos porquês de cada acção humana. E só Ele pode emitir justos juízos. Creio que o resumes bem quando dizes: aqui, ninguém pode pretender distinguir o que é provação do que é queda. Etiam peccata: a mim, isto dá-me uma enorme paz, alegria, optimismo e faz-me abandonar-me nas mãos de Deus. Abandono que não é ausência de luta, mas confiança plena em Deus.
7. E o orgulho, pai da mentira… Muito sério, isto. Penso que só a rectidão de intenção pode fazer distinguir o orgulho da fortaleza. Purificar a intenção, viver para a glória de Deus. Ponto difícil, porém focal, fundamental…
8. Certo. Não tenhamos medo. “Amor vincit mundum.” E esse amor se fez sangue derramado na cruz. Não cabe maior amor. O amor venceu e vence na cruz.”

Gracias, muchas gracias, amigo Caminante , e abracíssimo.

9 Comments:

Blogger caminante said...

Caro Víctor, precisa y preciosa la traducción. Te felicito.
Un fortísimo abrazo.

9:38 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Caro Caminante, nem menor esforço tu merecias :)

Abraço.

8:31 da tarde  
Blogger NaSacris said...

Caramba! Quanta profundidade cabe num só post! Estou saciado! Abraço

3:34 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Caro Na sacristia.

Abraço!

5:40 da tarde  
Blogger xana said...

Passei e parei.
E entreguei um abraço.
E reparei no que estava escrito.
E gostei.
E deixei um beijinho grato.

11:07 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Cara Xana.

'brigado beijinho 'braço!

2:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu que sou muito nova nestas andanças, gostei muitíssimo do que li. Descança-se a alma, por aqui.
Obrigada,
Ana

11:34 da manhã  
Blogger Vítor Mácula said...

Cara Ana.

E um obrigado e abraço de quem também é novo nestas andanças, da net, da fé, da expressão…

Volte sempre.

12:27 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

1:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home