segunda-feira, maio 24, 2010

Mas que seco estás hoje, diz aquele que ora, interrompendo a oração. Pensa ele. Mas na verdade, a oração é ininterrupta como Deus, e é apenas o orante que desatenta e pensa desatar.

4 Comments:

Blogger www.angeloochoa.net said...

-- Orai sem cessar,
priez sains cesse,
advertia Paulo.
Meditando esta expressão o peregrino russo achou a filocalia, a oração do coração:
Jesus, filho de Davi, tende piedade de mim!
Era até à mínima batida do coração a oração do peregrino, enquanto fizesse o que fizesse, trabalhasse, dormisse ou caminhasse.
A oração do cego de Bartimeu.
Lhe disse Jesus:
Que queres que te faça?
Senhor, que eu veja.
E recobrou a vista.
Avé Maria!
Jesus, Maria, José!
NEle nos escondamos e morramos, pra vivermos!
Abraço, amigo.

8:38 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

é ininterruptamente que deus ora em nós

nas entranhas da mente e do coração

silêncio, néscios e sábios, escutai ;)

abraço, Ângelo

11:28 da manhã  
Blogger MC said...

pois é, pois é...(que seca que eu ando)


beijos, mano

6:50 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

pois, o multiforme deserto.

a oração de secura tem uma larga tradição cristã, nesta coisa mais difícil de todas que é a fé viva, a comunhão relacional com o totalmente outro que é Deus, e por isso mesmo oculto, estranho a tudo de nós, o eterno.

ninguém pode crer se Deus ele mesmo não o opera.

eu creio, ajuda-me na minha incredulidade ;)

beijo, mana

3:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home