segunda-feira, abril 14, 2008

Crepúsculo

É depois do mundo, muito longe. Toda a gente desenha, escreve, fotografa, actua, dança, canta, filma, cozinha, guarda os mortos, filosofa. Ninguém sabe muito bem o que está a fazer. Ou sequer se isso importa. Quase todas as noites há angústias novas, insuspeitas alegrias. Ninguém olha o mar da mesma maneira que há bocado, muito raramente, tão raramente que quando ocorre, é imediatamente registado como ocorrência curiosa, interrogativa. Algo vai ressurgir, toda a gente o sabe e não o diz. E não será uma palavra. (E, e não porque.) Não será pois um ressurgir, isto é apenas um modo de falar, digamos que algo vai ser. O próprio surgir, dizem alguns no momento em que confusamente filosofam, mas também isso é um modo de falar, apenas isso, um medo expectante e confiante.

10 Comments:

Blogger MC said...

"todas as noites há angústias novas e insuspeitas alegrias"

Precisamente. belo.

beijos :)

5:44 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Em tudo o que já fomos está o que seremos
No fundo desta noite tocam-se os extremos

E se soubermos ver nos sonhos o processo
Os passos para trás não são um retrocesso

A noite é um sinal de tudo quanto fomos
Dos medos, dos mistérios, das fadas e dos gnomos
Da ignorância pura e da ciência irmã
Em que, sendo passado, já somos amanhã

A noite é o espaço vago, o tempo sem história
Em que as perguntas nascem dentro da memória
Em tudo o que já fomos está o que seremos
Mas cabe perguntar: Foi isto que quisemos?

(do amigo Zé Mário;)

bjocas, mana

4:19 da tarde  
Blogger MC said...

pois...precisamente. É o que me pergunto sem fim: foi?

vendo bem, acho que nem teria ousado tanto. e tu? ;)

4:17 da tarde  
Blogger MC said...

pois...precisamente. É o que me pergunto sem fim: foi?

vendo bem, acho que nem teria ousado tanto. e tu? ;)

4:17 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

Os resultados dos actos raramente coincidem com a intenção; mas revelador nos são tantos equívocos de Colombo.

Por vezes, ousei mais: ex nihilo.

bom fim de semana, queridíssima

11:22 da manhã  
Anonymous Ângelo Ochôa said...

belíssimo texto este teu, amigo vitor.
é um comum sentido sentimento expectante que nos une ao e no agora. que será que será que surtirá ? não sabemos . saberemos suspeitando apenas embora ? eclosão de cor mais do que de palavra q eclode já ... bom fin-de-semaine caro -- com olhos despertos. teu angelo ochoa

3:24 da tarde  
Blogger Lord of Erewhon said...

Tá-te a dar para os milenarismos apocalípticos? Aguenta que ainda faltam 992 anos! :)

Abraço.

2:37 da manhã  
Blogger Vítor Mácula said...

O que será que será, que andam suspirando pelos botequins... :)

Abraço, amigo Ângelo, e bom início de semana.

11:05 da manhã  
Blogger Vítor Mácula said...

992 anos?... Fia-te na virgem... :)

Abraço, bispo

PS: O apocalipse é em cada um de nós.

11:07 da manhã  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

2:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home