segunda-feira, maio 25, 2009

Humanautas 2

1. O sentido da voragem move o animal. São os dados imediatos que o alimentam, o contacto directo correndo-lhe nas veias percepção a percepção. O mundo come-o e alimenta-o.

2. O animal suspende-se no vazio da sua consciência – é o espanto do mundo que o olha. A própria limitação da percepção afirma a existência do não-percepcionável. O animal olha aquilo que não vê e cega de frémito contente.

3. Brechas abrem-se no corpo do animal, por todo o lado. Olhos despontam nalgumas, noutras espelhos. Na sua imobilidade se dinamiza o seu despertar, letargia de sabedoria. O animal não espera, e queda-se.

5 Comments:

Blogger Gotik Raal said...

Olá Vítor,

Por vezes penso que digo sempre a mesma coisa quando escrevo. E sem te querer ler da mesma forma, ainda assim me parecem sempre familiares, os teus textos. As brechas, olhos e espelhos - dois sentidos do mesmo caminho; e depois a mesma transparência da casca de cebola, descobrindo que a essência, quando tudo o resto se acaba, reside afinal em qualquer outro sítio. A voracidade é o ponto de partida, mas também esta se transforma nessa viagem de todos os "nautas".

Abraço!
Gotik

1:19 da manhã  
Blogger Vítor Mácula said...

Duas ou três obsessões chegam para descascar uma vida até ao osso; ou então fugir delas e descansar no consenso e no comum, até que a morte venha por fim partir o osso LOL

Nada de criado começa e acaba em si, claro; qualquer “algo” implica o universo inteiro, e o tempo todo (o tempo é uma das minhas obsessões fundamentais; e o rosto do outro; a relação entre ambos é avassaladora, como se sabe e vive).

“Descascar uma cebola até Deus.” (Fernando Pessoa); um imenso “nauta”, este ;)

Qualquer essência implica a mente divina, pois.

Um abraço, Gotik, e que a familiaridade seja um clarão na infinidade do sentido!

3:55 da tarde  
Blogger Gotik Raal said...

Quem rói a carne, rói o osso.
Quem rói o osso vai à medula.
Quem atinge o âmago vê o princípio.
No princípio rói-se a carne.

Um abraço, Vítor, e nesse sentido já lá estamos, ainda que as palavras venham sempre depois do clarão ;)

10:33 da tarde  
Blogger Vítor Mácula said...

sim, sopra sempre o ad-vento ;) em si como um maelstrom, e então no frémito do espelho e dos olhos e na pálpebra que cerra no sono e serra na morte.

e então em cada acto a acção que “chama a si toda a vida”.

abraço, Gotik, e que a semana pentecoste!

11:48 da manhã  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

2:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home